domingo, 28 de Junho de 2009

Representação diédrica de uma Pirâmide Pentagonal oblíqua

Nesta construção, um pentágono regular frontal é a base de uma pirâmide oblíqua situada no espaço do primeiro diedro.
O eixo da pirâmide é horizontal e faz um ângulo de 38º com o Plano Frontal de Projecção, com abertura para a esquerda.
O afastamento do vértice principal da pirâmide é variável, situando-se entre o Plano Frontal de Projecção e o plano que contém a base da pirâmide.



Observação:
Depois de desenhar as projecções da base da pirâmide, há que começar pela definição, em projecção horizontal, da recta que contém o eixo da pirâmide e nela definir a projecção horizontal do vértice, a partir do qual se poderá concluir a construção.
Os elementos desenhados a verde (o arco de circunferência, os pontos de intersecção e os segmentos de rectas perpendicular e paralelo a [A2E2]) são construções auxiliares que nos permitem representar as arestas laterais da pirâmide, na projecção frontal, com um traçado adequado.
Este procedimento auxiliar é um exemplo de outras possibilidades que nos permitiriam resolver o problema.

2 comentários:

Marisa disse...

Vera, estive a aqui a ver as tuas obras de arte...Muito trabalhadeira ;-) a ver se estes discipulos se animam também...

Vera Viana disse...

Obrigada, Marisa.
Não são obras de arte, mas espero que as considerem tão interessantes quanto eu!
E espero que todos fiquem ainda mais animados...
Bom trabalho para ti e boa semana